Submarino.com.br
Juliana Dacoregio Rotating Header Image

Obrigada 2010

“Quero cada vez mais aprender a ver como belo aquilo que é necessário nas coisas: – assim me tornarei um daqueles que fazem belas as coisas. “Amor fati” [amor ao destino]: seja este, doravante, o meu amor.  Não quero fazer guerra ao que é feio. Não quero acusar, não quero nem mesmo acusar os acusadores. Que minha única negação seja ‘desviar o olhar’! E, tudo somado e em suma: quero ser, algum dia, apenas alguém que diz sim.”

Esse foi o trecho de um dos textos de Nietzsche que, antes da virada de 2009 para 2010, colei na porta do meu guarda-roupa. Era meu desejo: aprender a ser uma pessoa que diz SIM, não incomodar-me com o que é feio (cruel, maligno, mesquinho) e ajudar a tornar esse mundo, ao menos esse pedacinho de mundo ao meu redor, algo um pouco mais belo.

Eu não sabia o que estava por vir. Meu primeiro tweet do ano que passou foi “2010, devolve a minha vida”. Assim começou meu último ano, esse que acabou de se esvair. Mas 2010 não devolveu minha vida, ele a transformou. 2010 espremeu-me, contorceu-me, queimou-me, levou-me a extremos que eu nunca tinha experimentado. E me fez mais forte. Fez com que eu aprendesse a dizer sim na marra. Eu não fazia idéia do que eu estava pedindo ao colar aquelas frases no meu guarda-roupa.

Hoje eu faço. Hoje eu sei o que pedi. E agradeço a 2010 por não ter me devolvido 2009, por não ter me devolvido nada que não fosse exatamente a minha essência. Além de ter me recompensado (sim, recompensado porque nada foi de graça) com dádivas, surpresas, conquistas e momentos inesquecíveis.

Obrigada 2010.

Obrigada por fazer de mim essa pessoa que diz SIM…

Foi muito difícil a Zarathustra tornar-se si mesmo, foi preciso muita coragem, foi preciso engolir muito sal. Ele soube reconhecer seu destino. Ele soube viver sua vida. A maior parte dos homens não vive sua vida, não cumpre seu destino. Temos que aprender a coisa mais difícil desse mundo: aprender a viver. Viver é saber qual é o nosso destino. O destino não pode ser imposto de fora, ele deve ser puro como o mais fino brilhante, ele vem de dentro de nossos corações, devemos identificá-lo. Quem reconheceu seu destino quer cumpri-lo. Quem deseja amar, que ame. Quem deseja a liberdade, que se liberte.

No destino há dor, mas também há esperança. É na dor que aprendemos qual é o nosso destino. A dor nos ensina a viver. Devemos respeitá-la e amá-la como algo necessário. Muitos homens não respeitam sua dor, não aprendem nada com ela. Muitos nem ao menos sabem por que sofrem. Acham que a dor é causada pela falta de dinheiro, falta de amor, falta de emprego. Estão sempre se lamentando e maldizendo a vida. Não percebem que é seu destino que reclama dentro de seus corações. Os homens sufocam seu destino e é na dor que o destino grita por socorro.

Nietzsche e a filosofia como libertação

E não é de hoje que eu conheço a importância do SIM: Com habilidade pra dizer mais sim do que não O que me faltava era grudar nessa constatação e não largar mais. Não esquecer nunca mais do quanto a zona de conforto é desconfortável.

Mais uma vez… OBRIGADA 2010!


Be Sociable, Share!

11 Comentários on “Obrigada 2010”

  1. #1 O Pensador Selvagem
    on Jan 1st, 2011 at 14:41

    OPS! > @JuDacoregio: Obrigada, 2010 | http://bit.ly/ifYZPX

  2. #2 Heresia Loira
    on Jan 1st, 2011 at 19:27

    Obrigada 2010 http://is.gd/jSlUv

  3. #3 Beth Amorim
    on Jan 1st, 2011 at 22:34

    RT @TopsyRT: Obrigada 2010 http://is.gd/jSlUv

  4. #4 Juliana Dacoregio
    on Jan 2nd, 2011 at 00:00

    Obrigada 2010 http://is.gd/jSlUv "E, tudo somado e em suma: quero ser, algum dia, apenas alguém que diz sim.” (Nietzsche)

  5. #5 Edson Maciel Junior
    on Jan 2nd, 2011 at 01:54

    RT @JuDacoregio: Obrigada 2010 http://is.gd/jSlUv "E, tudo somado e em suma: quero ser, algum dia, apenas alguém que diz sim.” (Nietzsche)

  6. #6 Alanfagner
    on Jan 2nd, 2011 at 11:51

    RT @Beth_Amorim: RT @TopsyRT: Obrigada 2010 http://is.gd/jSlUv

  7. #7 Naná
    on Jan 2nd, 2011 at 16:46

    É aquela história de ir juntando as pedras pra construir o próprio castelo.

    :)

    bjoss

  8. #8 charlles campos
    on Jan 2nd, 2011 at 19:18

    Juliana, que belo texto. Esse cabeçalho do Nietzsche eu não conhecia. É coisa para guardar sempre à mão, mesmo.

    E, a propósito, difícil ler seu post com tanta (bela) distração visual!

  9. #9 Bruno Cava
    on Jan 2nd, 2011 at 19:35

    Você sabe o que é o encanto? É ouvir um sim como resposta sem ter perguntado nada. (Albert Camus)

  10. #10 Obrigada 2010 : PavaBlog
    on Jan 5th, 2011 at 06:02

    [...] fonte: Paperback Writer Girl [...]

  11. #11 Rovan Berto
    on Jan 5th, 2011 at 16:39

    Ótimo texto da @JuDacoregio! Mais um ano que se inicia… Sr. Nit (Nietzsche) sempre dando sua colaboração… http://migre.me/3rlAV

Deixe um comentário