Submarino.com.br
Juliana Dacoregio Rotating Header Image

Posts under ‘fascínio’

portas

Fazia tempo que ela não se deixava sentir assim tão livre. Livre para bailar numa espécie de ritual místico improvisado, trancada em seu quarto. Tempos atrás ela talvez fizesse isso sempre; na frente de todos, talvez. Mas eram tempos inocentes. Tempos de um cérebro virgem, que ainda não passara por tantos disfarces, não tentara captar […]

Lava a tua alma, segura a minha mão

Solidariedade feminina: como ela se comporta? onde ela nasce? como se reproduz? o que ela come? Você nunca saberá. Não se não chorar em um banheiro público. Mulheres chorando em banheiros de festas, clubes, baladas: quase normal. Parte de uma noite comum. Já um choro alto e convulsivo, aquele choro de desapontamento, um choro que […]

Operário em Construção

Era ele que erguia casas Onde antes só havia chão. Como um pássaro sem asas Ele subia com as asas Que lhe brotavam da mão. Mas tudo desconhecia De sua grande missão: Não sabia por exemplo Que a casa de um homem é um templo Um templo sem religião Como tampouco sabia Que a casa […]

Amar é levar junto

Aqueles pequenos pontos de luz lá embaixo entrelaçam-se como um bordado e misturam-se como grãos de areia. São pequenos sonhos dourados, daqui de cima tão belos, tão possíveis. Lá naquelas luzes não moram apenas luzes, moram pessoas e eu não sei se todas elas terão seus sonhos realizados. Não sei nem se esses sonhos são […]

Não julgue a forma como Deus lhe responde

“Eu acredito eu anjos. Algo bom em tudo que eu vejo.” (AbbA) Uma oração na madrugada: – Deus, faz alguém conversar comigo, Deus faz alguém conversar comigo, por favor, por favor, por favor. Aí de repente, lá de longe, dos mares da virtualidade: Galinhas kantianas. Fernando Pessoa. A tatuadora que, mais do que tudo, é […]

Fadas no Jardim

Não, não é preciso haver fadas num jardim para que ele seja belo, mas eu resolvi por uns instantes enxergar as fadas. Porque às vezes a gente precisa de fadas, a gente quer fadas, a gente clama por fadas. Afinal, elas são primas-irmãs das borboletas (sim, para mim são) e eu quero a beleza das […]

Nocauteada

Eu mal lhe conhecia. Havia lido sobre você. Ninguém me contou, eu vi o que você fez com ele. Palavras tão fortes foram destinadas a você. Palavras que me marcaram profundamente. E agora vem você também me bater e acariciar com seus versos diretos. Estou chocada, boquiaberta, espantada. Estou cheia de adjetivos e ao mesmo […]

Onze anos de amor

Há 11 anos ela nasceu. Minha primeira sobrinha: Laís. Eu já tinha dois sobrinhos, e ao longo dos anos vieram mais 3. Sou, então, uma tia de seis lindas crianças (opa! um já tem 15 anos: ok, são 5 crianças e um adolescente lindo, do qual muito me orgulho). Mas a Laís… Bem, é a […]

O verso é pequeno, mas a vida é grande

Momentos únicos que não se perdem na lembrança Vão caindo e molhando a rua de esperança Me perdoem por rimar tão pobremente É que a vida ficou rica de repente

Diálogo Transcendental

“Um prato de arroz e feijão? Hey! Não te fariam mais feliz?” – Quer saber?… Faria sim. Na verdade, era só o que eu queria agora: arroz, feijão, paz e amor. Nem com vontade de fumar estou. “Ok, não exagere, nem se empolgue tanto. A vontade vai voltar e você ainda vai viver uma porção […]